Pular para o conteúdo principal

Minha entrevista com a Danny Belo


Recentemente fui convidada pela escritora Danny Belo para participar de uma entrevista coletiva entre blogueiros e escritores. Os entrevistados foram eu, Eloísa, Janaína, Johny e Manuela. Danny publicou a entrevista em sua fanpage. Eu gostei tanto do resultado que decidi compartilhar com vocês. Confiram abaixo:

O que motivou você a dar início ao projeto (blog/página)?
No início - quando criei meu primeiro blog - eu não tinha tanto interesse e não imaginava que iria gostar tanto dessa "área". Depois percebi que eu adorava compartilhar meus gostos e decidi criar meu primeiro blog pessoal. Mas quem me motivou mesmo foi uma amiga antiga minha que, na época, havia me convidado pra participar de um fã site sobre crepúsculo. O "17 Years Old Forever" foi meu primeiro amor. Conheci muita gente legal!

Com maior parte do tempo voltada a estudos, emprego, família, ainda assim resta dedicação e esforço para manter blog/página por dentro de tudo e de todos, quais são as maiores dificuldades em meio a todo esse trabalho?
Não sei se sou apenas eu, mas a pior dificuldade que tenho é o bloqueio criativo. Tenho uma lista com várias ideias de post, mas se não houver o "momento perfeito" - em que fico inspirada - não sai um post que eu curta e publique.

Há muito para seguir, porém como você visa à recepção de seu projeto no futuro? O que espera?
Eu espero apenas que meu blog cresça, que eu conheça mais gente legal com os mesmos gostos, que eu possa animar, ajudar e me amigar com outras pessoinhas. E também quero muito que eu consiga aumentar a frequência de postagens.

É normal temos preocupações, e às vezes ser necessário que deixemos nossos hobbies e trabalhos de lado para solucionar tais problemas para dar continuidade a este trajeto com a mente fresquinha, afinal qual foi o pior momento do blog?
Nunca tive algum pior momento. O único ruim foi que uma pessoa plagiou minhas publicações. Faz tempo e tudo foi resolvido calmamente.

Quem são suas inspirações? De onde partiu a ideia de ser escritor?
Eu quis ser escritora no momento em que, depois de muitos livros lidos, um personagem nasceu dentro de mim e pediu para que eu o desse vida. Eles se chamam Nicole e Nickolas, minhas primeiras criações. São histórias totalmente diferentes, mas que são minhas prediletas. Eu não me inspiro muito. A essência do personagem é criada por mim e apenas algumas cenas interessantes que vejo nas séries são acrescentadas nas histórias.

Primeiramente gostaria de parabenizar a todos e me desculpar por não acompanhar vocês até mesmo por falta de tempo, mas pelo que confiro volto a informar que são trabalhos admiráveis e merecedores de muito mais reconhecimento, enfim qual a parte favorita, ou melhor, mais divertida da função blogueiro/escritor (a)?
Na de blogueiro pra mim é conhecer pessoas com o mesmo gosto. Sabe quando você encontra por acaso com alguém na rua que está lendo seu livro favorito e aquele sentimento de ligação com a pessoa surge só por causa de um livro? É mais ou menos isso que sinto com os leitores do blog. Já como escritora é poder usar apenas sua imaginação pra criar outro mundo. Um mundo paralelo que você pode fazer e dar vida ao que quiser. É poder expressar sentimentos na escrita que você não consegue dizer, falar. Eu gosto muito de ambos hobbies. Me fazem muito bem! Obrigada pela entrevista, Danny. Você também é maravilhosa e merece todo mérito que ganhaste e os que vais ganhar!

Foram seis perguntas sobre meus hobbies de escritora e blogueira. Falei como entrei na blogosfera, como ganhei gosto em escrever estórias, minhas inspirações, meus melhores e piores momentos... Adorei participar! *-*-*

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A nova tendência do cabelo descolorido e suas variações

Eu tô chocada que eu tô criando muita publicação no blog sobre Moda & Beleza que não é da minha essência. Quer dizer, eu acho lindo e adoro acompanhar, mas quase nunca crio coragem pra meter a cara e tentar fazer alguma dessas coisas que eu idolatro. Será que eu vou mudar isso futuramente? É uma mudança bem radical a gente descolorir o cabelo e, por exemplo, mudar algo que era preto para loiro. Já observei muito essas mudanças radicais entre pessoas influentes como artistas e queria compartilhar com vocês esse estilo que eu tô admirando bastante ultimamente.

A artes digitais absurdamente belas de Tati MoonS

Minha gente, eu descobri esse perfil do instagram por meio do twitter e eu fiquei sem fôlego com o tamanho do talento desta garota chamada Tatiana (auto-retrato na foto acima) com nome artístico de Tati MoonS. Ela é uma artista digital espanhola e dona dessas artes que estou prestes a apresentar a vocês.

As makes coloridas de Euphoria para se inspirar

E aí, meus queridos. Eu fiz justamente a publicação anterior falando sobre a série Euphoria para comentar algo que provavelmente vai marcar esta geração. Como eu falei na publicação sobre a série, além da estória em si a mesma também se destacou na parte visual tanto com a filmografia quanto os looks dos personagens, os cenários e as maquiagens. E como eu fiquei apaixonada, doida pra tentar refazer essas maquiagens e falhar, eu decidi apresentar esse trabalho incrível das principais maquiadoras e responsáveis por essas obras de arte. No caso são Doniella Davy e Kirsten Coleman, que eu já deixei o instagram pra vocês seguirem e acompanharem o trabalho delas.

Séries da Netflix: The Umbrella Academy

E aí, amiguinhos. Ontem, em plena sexta-feira, estreou a nova temporada dessa série queridíssima não só por mim, mas por vários outros seriadores. Como The Umbrella Academy é da Netflix, todos episódios da segunda temporada estavam disponíveis e eu sextei da melhor maneira não é, maratonando tudo em um dia. Sonho de princesa. É uma coisa maravilhosa, mas também pode ser um tremendo erro. Eu terminei de assistir tudo, fiquei na vontade de assistir mais e vou ter que esperar sabe-se lá quantos meses ou anos (a dramática). Percebi que ainda não tinha falado dela com vocês aqui, por isso estamos batendo esse papo.

Séries da HBO: Euphoria

Eita que eu tô feliz demais por compartilhar essa série massa com vocês. Euphoria é uma das minhas séreis favoritas. Ela tem um ingrediente mágico que a torna muito especial. Seria esta uma possível versão de Skins com adolescentes com problemas. Problemas relacionados a vícios, relacionamentos amorosos, busca pela identidade, traumas, rejeição, sexo, bullying, gravidez e aborto, orientação sexual e familiares. A série aborda principalmente o vício da Rue por drogas e como ela tenta combatê-lo. Euphoria se destaca também por causa dos seus looks com maquiagens coloridas e vestimentas impecáveis.