Pular para o conteúdo principal

Jessica Jones é gente como a gente!



Desde que eu soube que haveria uma nova série da Marvel produzida pela Netflix meu coração se preencheu de alegria. E ele foi preenchido mais ainda quando eu soube que a atriz principal seria a Krysten Ritter, a bitch da série Don't Trust the Bitch in Apartment 23 (essa série é maravilhosa, assista!!!). À medida que a série foi sendo produzida notícias sobre a personagem Jessica Jones eram compartilhadas semanalmente e eu acompanhava tudo! Me apaixonei antecipadamente pelos teasers da fanpage mesmo sem saber um parágrafo sobre a personagem em HQ. Morri aguardando pelo lançamento, ressuscitei quando lançou, assisti todos os treze episódios da primeira temporada em dois dias e agora vim aqui compartilhar com você o que eu achei dessa série (maravilhosa, por sinal) sem spoiler. Pra começar conheça resumidamente sua história conferindo o trailer abaixo:




Sinopse: Desde que sua curta vida como super-heroína acabou de forma trágica, Jessica Jones (Krysten Ritter) abriu uma pequena firma de investigação particular chamada Alias Investigações no bairro de Hell's Kitchen - no mesmo local em que Matt Murdock (Charlie Cox) vive -, em Nova York, para tentar reconstruir sua vida como uma detetive particular. Entretanto, ela continua sendo atormentada por eventos anteriores de sua vida, sofrendo de transtorno de estresse pós-traumático. Para conseguir uma vida saudável e normal Jessica faz com que seus super-poderes passem despercebidos pelas pessoas que a cercam. Mas, mesmo tentando fugir do passado, seus demônios particulares vão voltar a persegui-la, afetando seus relacionamentos e sua felicidade, na figura de Zebediah Kilgrave (David Tennant), um obsessivo vilão que fará de tudo para chamar a atenção de Jessica.



Jessica Jones é totalmente diferente de qualquer herói que eu assisti. Ela não é simpática, gentil ou sorridente. Ela é muito cínica, irônica e sarcástica. Não vive fazendo uso dos seus poderes, usou a mesma calça jeans a série inteira, assiste séries, bebe pra esquecer seus problemas... tudo isso me fez achá-la tão gente como a gente! Mas mesmo com esse seu jeito, seus erros, traumas e falhas ela ainda é muito forte, independente, destemida e defensora dos inocentes. E o que dizer do vilão? Kilgrave é o melhor vilão que eu conheci de todas séries que assisti. Não quero mandar nenhum spoiler, por isso vou deixar você com esse gostinho da série. Se achou interessante, já sabe o que fazer. Assista ela e confirme o quanto Jessica Jones é ótima. Tem muita ação, luta, suspense, emponderamento feminino, referências maravilhosas de outras séries... Por que você ainda tá lendo isso aqui? Vai lá assistir! ;)

Postagens mais visitadas deste blog

A nova tendência do cabelo descolorido e suas variações

Eu tô chocada que eu tô criando muita publicação no blog sobre Moda & Beleza que não é da minha essência. Quer dizer, eu acho lindo e adoro acompanhar, mas quase nunca crio coragem pra meter a cara e tentar fazer alguma dessas coisas que eu idolatro. Será que eu vou mudar isso futuramente? É uma mudança bem radical a gente descolorir o cabelo e, por exemplo, mudar algo que era preto para loiro. Já observei muito essas mudanças radicais entre pessoas influentes como artistas e queria compartilhar com vocês esse estilo que eu tô admirando bastante ultimamente.

Resenha: A Barraca do Beijo de Beth Reekles

Desde que a Netflix lançou o segundo filme da Barraca do Beijo apareceram tweets na minha linha do tempo do perfil do blog com comentários negativos que me deixaram curiosa para entender o que estava acontecendo. Essas críticas envolviam os personagens principais do filme e suas atitudes tóxicas e machistas, coisas essas que eu não tinha percebido quando assisti os filmes. Mais uma coisa que eu não sabia e que eu só fiquei sabendo nesse exato momento que estou escrevendo pra vocês é que o livro A Barraca do Beijo foi feito por uma cientista. Beth Reekles, a autora do livro, é uma garota de exatas, formada em Física pela Exeter University. Mas nas horas vagas ela gosta de ler e escrever no Wattpad. O livro fez tanto sucesso nessa plataforma com mais de 19 milhões de acessos e 40 mil comentários, além de vencer o Prêmio Watty de Ficção Adolescente mais popular que eu entendi tudo. A senhora Netflix não ia deixar essa oportunidade passar batido, não é mesmo?

A artes digitais absurdamente belas de Tati MoonS

Minha gente, eu descobri esse perfil do instagram por meio do twitter e eu fiquei sem fôlego com o tamanho do talento desta garota chamada Tatiana (auto-retrato na foto acima) com nome artístico de Tati MoonS . Ela é uma artista digital espanhola e dona dessas artes que estou prestes a apresentar a vocês.

Os lugares mais baratos pra comprar roupas em Recife

Existem duas lojas de fábrica situadas no bairro Santo Amaro em que vocês vão adorar os produtos e principalmente o preço deles. São roupas lindíssimas para todos gêneros (femino e masculino), idades (criança, adolescente e adulto) e tamanhos (P ao GG). Podem ser pra você ou podem ser um presente para alguém especial. E aí? Preparado pra gastar com gosto? Não tem coisa melhor do que comprar uma roupa pelo preço que realmente deveria ser, não é? Venha cá conhecer essas belezuras!

Jogo para PC: Valorant

E aí, meus queridos. Tudo bem com vocês? Assim como eu já tinha compartilhado com vocês no Twitter sobre esse jogo massa, do mesmo estilo Call of Duty, finalmente chegou o dia do seu lançamento e também tive a oportunidade de gravar minha primeira gameplay e impressões do jogo. O gráfico é muito lindo. Supriu totalmente minhas expectativas. Ele é um jogo de tiro em primeira pessoa. Tem essa arte diferenciada de como se tivesse saído diretamente da Cartoon e não são personagens comuns. As falas dos personagens têm a possibilidade de ser no idioma português e são bem cômicas. Além de que cada um tem uma habilidade específica envolvendo magia pra ajudar a criar obstáculos, atacar os inimigos e consequentemente vencer.