Pular para o conteúdo principal

Filme: The Broken Hearts Club - A Romantic Comedy



E aí, pessoal. Venho novamente para indicar um filme antigo e massa pra vocês. O Clube dos Corações Partidos envolve o universo homoafetivo e gira em torno da vida de um grupo de amigos gays, suas dificuldades amorosas e conflitos emocionais. O filme é bem leve e sem estereótipos com atores que provavelmente já o conhecemos por outros trabalhos. Os principais são: Dennis interpretado por Timothy Olyphant; Cole interpretado por Dean Cain; Patrick interpretado por Ben Weber; Howie interpretado por Matt McGrath; Benji interpretado por Zach Braff; Kevin interpretado por Andrew Keegan. A união do grupo tem discordâncias, mas que são resolvidas e o grupo fortalecido com o passar do filme.

Sinopse: Para alguém de fora, parece que a única coisa que estes amigos têm em comum é jogarem no mesmo time, mas quando as coisas ficam difíceis, estes amigos se parecem mais com uma família.


Você pode baixar pelos torrents da vida ou pelo grupo do telegram. É só procurar direitinho que tu acha. Esse filme é muito fofinho e, se você for uma manteiga derretida feito eu, com certeza você vai se emocionar. Espero que tu curta!

Resenha

Aviso: Abaixo contém spoilers do filme.

Como ter relacionamentos homoafetivos saudáveis? O filme envolve um grupo de amigos gays, suas vidas amorosas e como estão lidando com esse universo de sentimentos. Como superar um relacionamento? Como terminar um relacionamento quando perceber que não vai dar certo? Como se aceitar do jeito que é? Como ter coragem pra sair do armário? Como enfrentar todas essas dificuldades?



A resposta a essas perguntas no geral é valorizar mais as pessoas que estão na sua vida e que você pode contar com elas que elas vão te ajudar. A importância da amizade do grupo vai se demonstrando muito forte com o passar do filme. Eles tendo uns aos outros conseguem enfrentar todo e qualquer conflito emocional.

O filme apresentado sem estereótipos nos anos 2000 tem uma representatividade LGTBQI forte com gays e lésbicas principalmente. A semelhança com a série The L Word é evidente. Tanto no plot do casal lésbico que quer ter um filho e decide procurar um cara interessado para a inseminação artificial quanto nos personagens e no enredo no geral.



Tem o perfeitinho que tem qualquer pessoa na sua mão por sua beleza e autenticidade (Cole e Shane), temos o casal lésbico (Leslie&Anne e Bette&Tina), tem o cara que está com dúvida da sua sexualidade e o outro que está interessado nele (Dennis&Kevin e Jenny&Marina)... São tantas referências, estão vendo? E isso é por que eu nem assisti a série completamente.

O filme é bem tranquilo e consegue se desenvolver bem sem nos deixar a desejar. Ele é um filme bom para se distrair com relacionamentos imaginários. Talvez te faça pensar um pouco nos seus antigos amores, mas nada que te dê vontade de entrar em contato.


FICHA TÉCNICA
Nome: The Broken Hearts Club: A Romantic Comedy (2000)
Direção: Greg Berlanti7
Gênero: LGBTQI | Comédia | Romance | Drama
Duração: 1h34m
Avaliação: ★★★½☆ (3.5/5)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A nova tendência do cabelo descolorido e suas variações

Eu tô chocada que eu tô criando muita publicação no blog sobre Moda & Beleza que não é da minha essência. Quer dizer, eu acho lindo e adoro acompanhar, mas quase nunca crio coragem pra meter a cara e tentar fazer alguma dessas coisas que eu idolatro. Será que eu vou mudar isso futuramente? É uma mudança bem radical a gente descolorir o cabelo e, por exemplo, mudar algo que era preto para loiro. Já observei muito essas mudanças radicais entre pessoas influentes como artistas e queria compartilhar com vocês esse estilo que eu tô admirando bastante ultimamente.

A artes digitais absurdamente belas de Tati MoonS

Minha gente, eu descobri esse perfil do instagram por meio do twitter e eu fiquei sem fôlego com o tamanho do talento desta garota chamada Tatiana (auto-retrato na foto acima) com nome artístico de Tati MoonS. Ela é uma artista digital espanhola e dona dessas artes que estou prestes a apresentar a vocês.

As makes coloridas de Euphoria para se inspirar

E aí, meus queridos. Eu fiz justamente a publicação anterior falando sobre a série Euphoria para comentar algo que provavelmente vai marcar esta geração. Como eu falei na publicação sobre a série, além da estória em si a mesma também se destacou na parte visual tanto com a filmografia quanto os looks dos personagens, os cenários e as maquiagens. E como eu fiquei apaixonada, doida pra tentar refazer essas maquiagens e falhar, eu decidi apresentar esse trabalho incrível das principais maquiadoras e responsáveis por essas obras de arte. No caso são Doniella Davy e Kirsten Coleman, que eu já deixei o instagram pra vocês seguirem e acompanharem o trabalho delas.

Séries da Netflix: The Umbrella Academy

E aí, amiguinhos. Ontem, em plena sexta-feira, estreou a nova temporada dessa série queridíssima não só por mim, mas por vários outros seriadores. Como The Umbrella Academy é da Netflix, todos episódios da segunda temporada estavam disponíveis e eu sextei da melhor maneira não é, maratonando tudo em um dia. Sonho de princesa. É uma coisa maravilhosa, mas também pode ser um tremendo erro. Eu terminei de assistir tudo, fiquei na vontade de assistir mais e vou ter que esperar sabe-se lá quantos meses ou anos (a dramática). Percebi que ainda não tinha falado dela com vocês aqui, por isso estamos batendo esse papo.

Vesgo: Músicas mixadas com aquele toque especial do brasileiro

E aí, meus queridos. Ultimamente estive animada para indicar coisas aqui no blog e aproveitando que conheci recentemente essa obra de arte presente no YouTube hoje a indicação é do canal de músicas chamado VESGO que tem uma leve semelhança do VEVO. Será que foi coincidência ou proposital? O idealizador do canal se chama Erickon Fox (foto abaixo). O canal existe desde 2015 e já conta com mais de 1 milhão de inscritos e mais de 233 milhões de visualizações em todos os vídeos. Sucesso que chama, né? Eu conheci esse canal após um vídeo de uma garota dançando a música Blinding Lights de The Weeknd na versão Os Barões da Pisadinha bombar na internet. Tais ligado na dança, né? Eu só fiquei como ela quando descobri esse canal show. Eu já amo músicas mixadas por vida, também amo música internacional e nosso som nacional aí pegando essa mistura de tudo o que eu gosto só deu em paixão à primeira visualização.