Pular para o conteúdo principal

Apreciação Brasileira: Duda Beat



Duda Beat, uma cantora recifense arretada, ficou conhecida por sua faixa mais famosa do álbum Sinto Muito, Bixinho. Eduarda Bittencourt Simões antigamente tinha o sonho de cursar Medicina. Ela se mudou pro Rio e ficou sete anos tentando vestibular para medicina. Não passou e decidiu cursar Direito, mas a nota que ela tirou não dava pra cursar. Então ela aproveitou a grade similar e com a sua nota cursou Ciência Política, se apaixonou pela área e se formou. Isso tudo que eu tô contando é pra você entender bem a trajetória desse ser humano maravilhoso.



Duda cantava desde os 13 anos em um coral da igreja. E depois disso Duda montou uma banda no ensino médio com alguns amigos. Ela tocava covers nos intervalos das aulas cantando Cláudia Leitte, Ivete Sangalo e O Rappa. Ela é libriana, sofre muito por amor e quando se apaixona se entrega totalmente. Desse jeitinho ela transformou suas dores e experiências amorosas em música. Duda retrata histórias vividas sobre seus amores passados, a dor de só ter relacionamentos conturbados e não recíprocos. Com a ajuda do seu atual namorado Tomás Troia, seu primo Gabriel Bittencourt (baterista), Lux Ferreira (tecladista) e Diogo Strausz (produtor) deu-se a origem ao seu primeiro disco. Essas são as minhas músicas preferidas (todas):



01. Anicca
02. Bédi Beat
03. Bixinho
04. Pro Mundo Ouvir
05. Parece Pouco
06. Back To Bad
07. Derretendo
08. Ninguém Dança
09. Egoísta
10. Bolo de Rolo
11. Todo Carinho
12. Chapadinha
13. Deixa Eu Te Amar
14. Seu Pensamento
15. Vem Quente Que Eu Estou Fervendo
16. Tangerina (com Tiago Iorc)
17. Só Eu e Você na Pista (com Illy e Tomas Tróia)
18. Chega (com Mateus Carrilho e Jaloo)
19. Vem Pro Meu Condo (com Afro B e Tropkillaz)
20. Sobrou Silêncio (com Rashid)
21. Bixinho (Lux & Tróia Remix)
22. Meu Jeito de Amar (com Omulu, Lux & Tróia)
23. Meu Jeito de Amar (com Shevchenko e Elloco)



Duda teve amores que nunca eram o que queria. Ela sempre era a mais apaixonada do relacionamento, se doava muito mais e essas pessoas não as levavam a sério. Esgotada emocionalmente, Duda aceitou a recomendação de uma amiga para um retiro espiritual chamado Vipassana. Por meio desse retiro Duda transformou suas dores em palavras que logo se tornaram suas músicas. O disco tem um caráter da pessoa se entender em um relacionamento e se empoderar. O intuito de Duda Beat com o álbum é passar pras pessoas que estão passando pelo mesmo para saberem que o amor vem e o amor vai embora. O mais importante é você saber o que você vai fazer com isso.

Eu posso afirmar com vigor que eu sou apaixonada pelo trabalho dessa mulher. Já influenciei boa parte da minha família a ouvir suas músicas quando eu estou as cantando pela casa repetidamente. Duda tem um talento incrível que foi desenvolvido ao longo de todas as suas experiências de vida. Tenho a certeza de que todas as suas escolhas e decepções levaram-na a ser capaz de realizar esse trabalho belíssimo que é seu álbum e seus futuros álbuns. Eu acompanho suas transmissões ao vivo nas redes sociais e sei que ela está prestes a lançar mais um álbum. Estou muito ansiosa por isso. Fica a sugestão pra vocês conhecerem e ouvirem um pouquinho do seu trabalho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A nova tendência do cabelo descolorido e suas variações

Eu tô chocada que eu tô criando muita publicação no blog sobre Moda & Beleza que não é da minha essência. Quer dizer, eu acho lindo e adoro acompanhar, mas quase nunca crio coragem pra meter a cara e tentar fazer alguma dessas coisas que eu idolatro. Será que eu vou mudar isso futuramente? É uma mudança bem radical a gente descolorir o cabelo e, por exemplo, mudar algo que era preto para loiro. Já observei muito essas mudanças radicais entre pessoas influentes como artistas e queria compartilhar com vocês esse estilo que eu tô admirando bastante ultimamente.

A artes digitais absurdamente belas de Tati MoonS

Minha gente, eu descobri esse perfil do instagram por meio do twitter e eu fiquei sem fôlego com o tamanho do talento desta garota chamada Tatiana (auto-retrato na foto acima) com nome artístico de Tati MoonS . Ela é uma artista digital espanhola e dona dessas artes que estou prestes a apresentar a vocês.

As ilustrações maravilhosas da Nath Araújo

Nathalye Araújo, mais conhecida por Nath, é escritora da famosa websérie PQOGSPN?! da qual eu já apresentei no blog ( clique aqui para conhecer ). Ela mora em São Paulo e é formada em Publicidade e Propaganda. Além do seu talento na escrita, stalkeando ela um pouquinho, eu descobri que Nath também é desenhista! Olha só: Ilustrações muito das lindas, concorda? E atualmente Nath fez uma parceria com a Colab55 - esse site incentiva a compra de produtos exclusivos utilizando as ilustras de artistas independentes. Já imaginou que delícia poder escolher a ilustração e o produto? Não é todo dia que temos esse privilégio quando vamos comprar algo, nééé?! Tem camisa, caderninho, quadro, bolsa, almofada, capa de celular e por aí vai... Confira o trabalho dela na Colab55 ! Curtiu a indicação? Acompanhe-a nas redes sociais: Facebook , Instagram e Twitter . Xêros!

As makes coloridas de Euphoria para se inspirar

E aí, meus queridos. Eu fiz justamente a publicação anterior falando sobre a série Euphoria para comentar algo que provavelmente vai marcar esta geração. Como eu falei na publicação sobre a série , além da estória em si a mesma também se destacou na parte visual tanto com a filmografia quanto os looks dos personagens, os cenários e as maquiagens. E como eu fiquei apaixonada, doida pra tentar refazer essas maquiagens e falhar, eu decidi apresentar esse trabalho incrível das principais maquiadoras e responsáveis por essas obras de arte. No caso são Doniella Davy e Kirsten Coleman , que eu já deixei o instagram pra vocês seguirem e acompanharem o trabalho delas.

Resenha: A Barraca do Beijo de Beth Reekles

Desde que a Netflix lançou o segundo filme da Barraca do Beijo apareceram tweets na minha linha do tempo do perfil do blog com comentários negativos que me deixaram curiosa para entender o que estava acontecendo. Essas críticas envolviam os personagens principais do filme e suas atitudes tóxicas e machistas, coisas essas que eu não tinha percebido quando assisti os filmes. Mais uma coisa que eu não sabia e que eu só fiquei sabendo nesse exato momento que estou escrevendo pra vocês é que o livro A Barraca do Beijo foi feito por uma cientista. Beth Reekles, a autora do livro, é uma garota de exatas, formada em Física pela Exeter University. Mas nas horas vagas ela gosta de ler e escrever no Wattpad. O livro fez tanto sucesso nessa plataforma com mais de 19 milhões de acessos e 40 mil comentários, além de vencer o Prêmio Watty de Ficção Adolescente mais popular que eu entendi tudo. A senhora Netflix não ia deixar essa oportunidade passar batido, não é mesmo?