Pular para o conteúdo principal

Resenha: Escuridão de Elena P. Melodia


Título: Escuridão
Autora: Elena P. Melodia
Editora: Objetiva | Ano: 2012 | Páginas: 332
Sinopse: Alma tem 17 anos, e nada em sua vida difere das meninas de sua idade: escola, programas com seu grupo de amigas, tédio e impaciência na relação com a família. Até o dia em que vê um caderno roxo numa vitrine e, por puro impulso, o compra. A partir daí, acontecimentos horripilantes começam a se suceder. Todos descritos em detalhes nas páginas do caderno…antes de acontecerem. Com a letra dela. Que não se lembra de ter escrito nada. Quem é Alma, na verdade? Quem é Morgan, seu misterioso amigo de escola, que parece ter respostas para o que está acontecendo? E como impedir que as forças do mal se aproximem dela e de quem ela ama?
Compre o livro Escuridão clicando aqui.

Resenha

Escuridão tem uma narrativa envolvente e uma caracterização de personagens muito singular. O livro inicia com a narração de Alma, uma adolescente envolvida nas atividades corriqueiras de uma escola recheada de rankings de popularidade. Junto das amigas Agatha, Seline e Naomi, Alma forma o grupo que comanda. O enredo segue com a compra do caderno roxo, o causador de seus próximos problemas, ele traz uma reviravolta em sua vida.

A personagem principal, Alma, é extremamente intensa, na escola demonstra ser uma pessoa forte e fria, já em sua casa reflete a bagunça que sua vida é, relacionando a irmã Lina com seu trauma, o solitário irmão Evan e as derrotas nos casamentos que sua mãe Jenna teve.

Alma tem vários amigos singulares: Morgan, o garoto misterioso, trouxe ao livro uma pitada de romance entre ele e Alma, deixando a leitura interessante, com mistura de amor e tragédias. Naomi, a garota apaixonada, sofreu uma seita satânica. Seline, uma garota rica que após uma frustração passou a ter anemia e bulimia. E finalmente Agatha, a orfã que matou a tia de uma forma horripilante. Enfim, todos os personagens deram alguma contribuição no enredo da história tornando-se importantes para o futuro da série.

Resumindo

A narrativa demorou um pouco pra ficar interessante, mas quando as coisas começaram a acontecer eu não quis mais parar de ler. Seu ritmo poderia ser mais acelerado e Morgan poderia ter aparecido mais. Houve bastante suspense e momentos de tensão que deram mais gosto a leitura. A autora também poderia ter nos dado mais pistas sobre os mistérios, mas como mostra a trilogia, Escuridão revela poucos fatos e a cada livro as revelações vão crescendo, como diz seus respectivos nomes: Escuridão, Sombra e Luz. Entenderam? A cada livro lido os mistérios são iluminados e assim descobertos.

Avaliação

★★★½☆ (3.5/5)

Dei 3.5 pois a história não se finaliza, você tem de ler a continuação para saber quem são os assassinos e quem realmente é Morgan. Isso deixa a pessoa louca para ler a continuação, então se você for comprar o livro, não compre só o primeiro, compre os outros que faltam para completar a trilogia: Sombra e Luz.

Postagens mais visitadas deste blog

A nova tendência do cabelo descolorido e suas variações

Eu tô chocada que eu tô criando muita publicação no blog sobre Moda & Beleza que não é da minha essência. Quer dizer, eu acho lindo e adoro acompanhar, mas quase nunca crio coragem pra meter a cara e tentar fazer alguma dessas coisas que eu idolatro. Será que eu vou mudar isso futuramente? É uma mudança bem radical a gente descolorir o cabelo e, por exemplo, mudar algo que era preto para loiro. Já observei muito essas mudanças radicais entre pessoas influentes como artistas e queria compartilhar com vocês esse estilo que eu tô admirando bastante ultimamente.

A artes digitais absurdamente belas de Tati MoonS

Minha gente, eu descobri esse perfil do instagram por meio do twitter e eu fiquei sem fôlego com o tamanho do talento desta garota chamada Tatiana (auto-retrato na foto acima) com nome artístico de Tati MoonS. Ela é uma artista digital espanhola e dona dessas artes que estou prestes a apresentar a vocês.

As makes coloridas de Euphoria para se inspirar

E aí, meus queridos. Eu fiz justamente a publicação anterior falando sobre a série Euphoria para comentar algo que provavelmente vai marcar esta geração. Como eu falei na publicação sobre a série, além da estória em si a mesma também se destacou na parte visual tanto com a filmografia quanto os looks dos personagens, os cenários e as maquiagens. E como eu fiquei apaixonada, doida pra tentar refazer essas maquiagens e falhar, eu decidi apresentar esse trabalho incrível das principais maquiadoras e responsáveis por essas obras de arte. No caso são Doniella Davy e Kirsten Coleman, que eu já deixei o instagram pra vocês seguirem e acompanharem o trabalho delas.

Séries da Netflix: The Umbrella Academy

E aí, amiguinhos. Ontem, em plena sexta-feira, estreou a nova temporada dessa série queridíssima não só por mim, mas por vários outros seriadores. Como The Umbrella Academy é da Netflix, todos episódios da segunda temporada estavam disponíveis e eu sextei da melhor maneira não é, maratonando tudo em um dia. Sonho de princesa. É uma coisa maravilhosa, mas também pode ser um tremendo erro. Eu terminei de assistir tudo, fiquei na vontade de assistir mais e vou ter que esperar sabe-se lá quantos meses ou anos (a dramática). Percebi que ainda não tinha falado dela com vocês aqui, por isso estamos batendo esse papo.

Séries da HBO: Euphoria

Eita que eu tô feliz demais por compartilhar essa série massa com vocês. Euphoria é uma das minhas séreis favoritas. Ela tem um ingrediente mágico que a torna muito especial. Seria esta uma possível versão de Skins com adolescentes com problemas. Problemas relacionados a vícios, relacionamentos amorosos, busca pela identidade, traumas, rejeição, sexo, bullying, gravidez e aborto, orientação sexual e familiares. A série aborda principalmente o vício da Rue por drogas e como ela tenta combatê-lo. Euphoria se destaca também por causa dos seus looks com maquiagens coloridas e vestimentas impecáveis.