Pular para o conteúdo principal

Deixei de viver (ou voltei a viver?) com Shondaland


Alguém já pregou a palavra de Shonda pra você? Alguém já tentou te convencer a assistir uma série médica de mais de 12 temporadas? Se ninguém ainda fez isso, considere-se sortudo pois eu serei essa pessoa. Para os felizardos que ainda não conhecem o termo, Shondaland é o mundo de seriados da escritora, produtora e roteirista Shonda Rhimes. Desde 2005 que Shonda acaba com muitas vidas, tanto nas séries quanto na vida real - metaforicamente, óbvio. Ela é praticamente a versão feminina do criador de Game Of Thrones, George R. R. Martin. Gosta de drama? Então se prepara pra chorar como se não houvesse amanhã, se segura bem forte onde você tá sentado e vem conhecer essas séries que vão abalar sua vida:

Grey's Anatomy



A primeira claramente é meu xodó, a minha série preferida - e olha que eu assisto muita série então só acho que você deveria ignorar a quantidade de temporadas e considerar assistir alguns episódios. Greys Anatomy, ou "Anatomia de Grey", é uma série médica da rede ABC que conta a história de Meredith Grey, residente do Hospital Seattle Grace. Durante sua residência ela convive com outros internos criando laços com eles. Alguns deles são Christina Yang, Izzie Stevens, George O'Malley e Alex Karev. Em cada episódio também apresentam casos diferentes de pacientes mostrando suas complicações.
É uma espécie de Dr. House de uma forma mais viciante. Eu geralmente morro de agonia com a área de saúde por ter cenas de partes internas do corpo expostas, mas por mais inesperado que seja eu nunca fiquei passando mal ou me negando a assistir algum episódio por causa de algumas cenas "fortes". Digo "fortes", pois não as considero tão terríveis assim.

How To Get Away With Murder



Tendo início em 2014 e seguindo a ordem do meu agrado How To Get Away With Murder, ou "Como Se Livrar de Um Assassinato", é uma série jurídica que gira em torno da advogada criminal Annalise Keating e seus cinco estagiários: Wes Gibbins, Laurel Castillo, Asher Millstone, Michaela Pratt e Connor Walsh. E, além deles, Annalise também conta com a ajuda de Frank Delfino e Bonnie Winterbottom. Envolvendo um assassinato, a série mostra cenas passadas e presentes deixando você intrigado para descobrir quem de fato é o assassino. São tantas reviravoltas e surpresas que fazem a pessoa querer maratonar a série completamente até o fim. Eu fui uma dessas pessoas viciadas que maratonou como se não houvesse amanhã.
Mesmo eu não tendo interesse na área de saúde ou direito, eu consegui me apegar fortemente à essas séries. Vai entender, né?

Então se você curtiu, corra pra Netflix que as séries estão disponíveis lá ou baixe na internet!
Você não tem netflix e também não sabe baixar séries pela internet? Que triste! Mas fica de boa na lagoa que na próxima publicação eu irei te mostrar como baixo minhas séries! Até a próxima! :)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A nova tendência do cabelo descolorido e suas variações

Eu tô chocada que eu tô criando muita publicação no blog sobre Moda & Beleza que não é da minha essência. Quer dizer, eu acho lindo e adoro acompanhar, mas quase nunca crio coragem pra meter a cara e tentar fazer alguma dessas coisas que eu idolatro. Será que eu vou mudar isso futuramente? É uma mudança bem radical a gente descolorir o cabelo e, por exemplo, mudar algo que era preto para loiro. Já observei muito essas mudanças radicais entre pessoas influentes como artistas e queria compartilhar com vocês esse estilo que eu tô admirando bastante ultimamente.

A artes digitais absurdamente belas de Tati MoonS

Minha gente, eu descobri esse perfil do instagram por meio do twitter e eu fiquei sem fôlego com o tamanho do talento desta garota chamada Tatiana (auto-retrato na foto acima) com nome artístico de Tati MoonS. Ela é uma artista digital espanhola e dona dessas artes que estou prestes a apresentar a vocês.

As makes coloridas de Euphoria para se inspirar

E aí, meus queridos. Eu fiz justamente a publicação anterior falando sobre a série Euphoria para comentar algo que provavelmente vai marcar esta geração. Como eu falei na publicação sobre a série, além da estória em si a mesma também se destacou na parte visual tanto com a filmografia quanto os looks dos personagens, os cenários e as maquiagens. E como eu fiquei apaixonada, doida pra tentar refazer essas maquiagens e falhar, eu decidi apresentar esse trabalho incrível das principais maquiadoras e responsáveis por essas obras de arte. No caso são Doniella Davy e Kirsten Coleman, que eu já deixei o instagram pra vocês seguirem e acompanharem o trabalho delas.

Séries da Netflix: The Umbrella Academy

E aí, amiguinhos. Ontem, em plena sexta-feira, estreou a nova temporada dessa série queridíssima não só por mim, mas por vários outros seriadores. Como The Umbrella Academy é da Netflix, todos episódios da segunda temporada estavam disponíveis e eu sextei da melhor maneira não é, maratonando tudo em um dia. Sonho de princesa. É uma coisa maravilhosa, mas também pode ser um tremendo erro. Eu terminei de assistir tudo, fiquei na vontade de assistir mais e vou ter que esperar sabe-se lá quantos meses ou anos (a dramática). Percebi que ainda não tinha falado dela com vocês aqui, por isso estamos batendo esse papo.

Vesgo: Músicas mixadas com aquele toque especial do brasileiro

E aí, meus queridos. Ultimamente estive animada para indicar coisas aqui no blog e aproveitando que conheci recentemente essa obra de arte presente no YouTube hoje a indicação é do canal de músicas chamado VESGO que tem uma leve semelhança do VEVO. Será que foi coincidência ou proposital? O idealizador do canal se chama Erickon Fox (foto abaixo). O canal existe desde 2015 e já conta com mais de 1 milhão de inscritos e mais de 233 milhões de visualizações em todos os vídeos. Sucesso que chama, né? Eu conheci esse canal após um vídeo de uma garota dançando a música Blinding Lights de The Weeknd na versão Os Barões da Pisadinha bombar na internet. Tais ligado na dança, né? Eu só fiquei como ela quando descobri esse canal show. Eu já amo músicas mixadas por vida, também amo música internacional e nosso som nacional aí pegando essa mistura de tudo o que eu gosto só deu em paixão à primeira visualização.